Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las

Todos os Investimentos tem Risco

Risco de perder mais do
que o capital investido
1 2 3 4
Nível crescente de alerta

Advertências específicas ao Investidor
Este produto financeiro complexo:

  • Pode implicar a perda súbita da totalidade ou de mais do que o capital investido;
  • Pode implicar rendimento nulo ou negativo;
Loading page... Loading page...

Participantes do mercado Forex

 

Os participantes no mercado são principalmente grandes bancos comerciais, através dos quais as operações básicas são feitas sobre as instruções dos exportadores e importadores, instituições de investimento, seguradoras e fundos de pensão, hedgers e investidores privados. Além disso, esses bancos fazem operações de seu próprio interesse e com fundos próprios. Assim, o volume das operações destes bancos atingem diariamente bilhões de dólares, e uma boa parte dos lucros de muitos destes bancos é gerada com as operações especulativas de moedas.

Além dos bancos, participam ativamente do mercado as corretoras que atuam como intermediário entre um grande número de bancos, fundos, casas de comissão, centros de dealing, etc.

Os bancos comerciais e as corretoras não fazem somente compras/vendas de moedas aos preços indicados, mas também exibem seus próprios preços. Assim, eles influenciam no processo de fixação dos preços no mercado, por isso são chamados de criadores de mercado (market-makers).

Os participantes passivos, ao contrário dos participantes ativos, não podem indicar suas próprias cotações e fazem a compra/venda das moedas aos preços indicados pelos participantes ativos. Os participantes passivos do mercado geralmente tem os seguintes objetivos: pagamento de contratos de importação e exportação, investimentos em indústrias estrangeiras, abertura de sucursais no exterior, turismo, especulação sobre a diferença de cotações, hedging (seguro contra perdas em caso de flutuações adversas nas taxas de câmbio), etc.

O fato de ter estes principais participantes mostra que este mercado é um negócio sério e com objetivos sérios. Ou seja, nem todos os participantes do mercado trabalham com o objetivo de especulação. Como já mencionado, as mudanças nas taxas de câmbio podem levar a grandes perdas em operações de importação e exportação. Nas tentativas de se proteger contra os riscos cambiais, os exportadores e importadores são obrigados a usar certos instrumentos de hedge: contratos futuros, opções, futuros, etc. Além disso, mesmo um negócio que não está ligado com as operações de importação e exportação, pode sofrer perdas com a alteração nas taxas de câmbio. Portanto, o estudo do FOREX é um ponto obrigatório de qualquer negócio bem sucedido.

Os principais participantes do mercado de câmbio podem ser divididos em alguns grupos:

Bancos centrais.

Sua principal tarefa é a troca da regulamentação nos mercados estrangeiros, ou seja, a prevenção de saltos abruptos das moedas nacionais, a fim de evitar crises econômicas, o equilíbrio das exportações e importações, etc. Os bancos centrais afetam diretamente o mercado de divisas. Sua influência pode ser direta, sob a forma de intervenção no mercado cambial, e indireta, através da regulação da oferta da moeda e taxas de juros. O Banco Central pode atuar sozinho para influenciar a moeda nacional, ou em conjunto com outros bancos centrais com o intuito de conduzir a política monetária no mercado internacional ou para intervenções conjuntas. Os bancos centrais atuam no FOREX, como regra, sem fins lucrativos, mas com o objetivo de verificar a estabilidade ou a correção da moeda nacional, já que este tem um impacto significativo sobre a economia do país. Eles não podem ser considerados "touros" ou "ursos", porque eles podem trabalhar em alta ou em baixa, dependendo dos desafios que enfrentam no momento. Os bancos centrais também entram no mercado de divisas através de bancos comerciais. Embora o lucro não seja o principal objetivo destes bancos, as perdas não são atrativas, por isso a intervenção dos bancos centrais geralmente está disfarçada e é realizada por vários bancos comerciais ao mesmo tempo. Os bancos centrais de países diferentes podem realizar intervenções conjuntas e coordenadas. A maior influência nos mercados de câmbio mundiais são: o banco central dos EUA - o Federal Reserve System (Reserva Federal dos EUA ou FED), o Banco Central Europeu - BCE, o banco da Inglaterra (Bank of England ou Old Lady) e o Banco do Japão (Bank of Japan).

Bancos comerciais.

Eles realizam a maior parte das operações de câmbio. Outros participantes do mercado, através das contas abertas em bancos comerciais, realizam as conversões necessárias e as operações de crédito/depósito. O banco acumula (através de transações com clientes) a demanda do mercado em conversões de moedas, bem como na atração/reposição de fundos e vai com eles a outros bancos. Além de satisfazer os pedidos dos clientes, os bancos podem realizar operações de forma independente e por sua própria conta. No final das contas, o mercado de câmbio é um mercado de operações interbancárias, e a seguir, falando sobre o movimento das taxas de câmbio e taxas de juros, teremos em mente o mercado de câmbio interbancário. Nos mercados monetários mundiais afetam, principalmente, os grandes bancos internacionais, com o volume diário de transações que atinge milhares de milhões de dólares. Como já mencionamos, em especial esses bancos são: Deutsche Bank, Barclays Bank, Union Bank of Switzerland, Citibank, Chase Manhattan Bank, Standard Chartered Bank e outros. A principal diferença entre eles é o grande volume das transações, que podem levar a mudanças significativas nas cotações. Normalmente, os grandes jogadores são divididos em "touros" e "ursos". "Touros" são os participantes do mercado que são interessados no aumento do valor da moeda. "Ursos" são os participantes do mercado que são interessados na redução do valor da moeda. Normalmente, o mercado fica em equilíbrio entre os touros e os ursos, e a diferença das cotações das moedas flutuam em um intervalo bastante estreito. No entanto, quando os jogadores "prevalecem" no aumento, ou na redução, as taxas de câmbio podem mudar de forma dramática e significativa.

Empresas que realizam operações de comércio exterior.

As empresas que participam do comércio exterior, estabelecem uma constante procura (importadores) e oferta (exportadores) de moeda estrangeira, bem como a atração e reposição dos fundos livres dos depósitos a curto prazo. Estas organizações não tem acesso direto ao mercado cambial, e realizam conversões e depósitos via bancos comerciais.

Empresas que realizam investimento internacional em ativos

Estes são principalmente fundos de investimento, fundos do mercado monetário, corporações internacionais. Essas empresas implementam as políticas de gestão de portfolio diversificado de ativos, colocando dinheiro em títulos governamentais e corporações de diferentes países. Por gíria são chamados como fundos ou funds; o mais conhecido é o fundo "Quantum" de George Soros, que realiza com sucesso especulações com divisas estrangeiras, ou o fundo "Dean Witter". À este tipo de empresas são também relacionadas grandes corporações internacionais que trabalham com investimento estrangeiro: a criação de subsidiárias e outros semelhantes, como, por exemplo, a Xerox, Nestlé, GE (General Electric), BP (British Petroleum) e outros.

Bolsas de valores.

Nos países com economias em transição atuam as bolsas de valores, cujas funções incluem o câmbio demoedas para empresas e a formação da taxa de câmbio. O governo regula o nível das taxas de câmbio ativamente, usando a compacidade do mercado de ações.

Empresas de corretagem.

Suas funções incluem a oferecer ao comprador e vendedor moeda estrangeira e execução da conversão entre eles, ou operações de depósito e empréstimo. Por seu trabalho as corretoras cobram uma taxa de mediação de corretagem, como uma porcentagem da transação. Nos últimos anos, foi considerável o desenvolvimento das corretoras ECN (Electronic Communication Network), com plataforma eletrônica, que reune o pedido de compra e venda da moeda estrangeira a partir de diferentes fornecedores. Seus clientes são grandes bancos, corretoras e clientes particulares. O acesso a estas corretoras é inacessíveis para a maioria dos investidores privados. Supõe-se que este tipo de corretor não é a favor dos contra agentes, ou seja não é um formador de mercado (market maker), e só recebe comissão.

Pessoas físicas.

Pessoas físicas possuem uma vasta gama de operações não-comerciais, em boa parte de turismo, transferências de salários, pensões, compra e venda de moeda. E com a introdução da alavancagem esses traders tiveram a oportunidade de investir no mercado Forex para obter lucro.

 

NetTradeX & MetaTrader 4
Trading platforms for PC,
Android and Mobile phones
Learn more
Instrumentos financeiros
Forex e metais
--------------
Outros instrumentos(em breve)
Saiba mais